Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Agricultores comemoram avanço na produção de algodão agroecológico

Notícias

Agricultores comemoram avanço na produção de algodão agroecológico

O Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), Prefeitura Municipal e outros parceiros promoveram, nessa terça-feira (23), um Dia de Campo no município de Boa Ventura, para comemorar o avanço das áreas de plantação e colheita do algodão agroecológico do Projeto Algodão Paraíba. Como em outras regiões do Estado, no Vale do Piancó, o plantio da cultura do algodão teve um avanço significativo, chegando a uma área de 46,6 hectares em sete municípios, com 46 produtores e uma previsão de colheita de 36,7 toneladas.

BOA VENTURA 5.JPGO algodão cultivado pelos agricultores familiares na região de Itaporanga é do tipo BRS Aroeira e BRS 286 pesquisadas pela Embrapa Algodão, que recebem a orientação técnica dos extensionistas da Empaer da região administrativa da empresa em Itaporanga. A variedade BRS Aroeira foi cultivada em nove hectares no município de Itaporanga, onde foi assinado pelos agricultores um contrato de comercialização com a Empresa Veja FAIR Trade. Já a variedade BRS 286 foi plantada e cultivada em uma área de 37,6 hectares, nos municípios de Boa Ventura, Diamante, Curral Velho, Olho D’água, Conceição e Santana dos Garrotes. Nestes municípios os agricultores assinaram o contrato de compra e venda com a Empresa Norfil S/A.

BOA VENTURA.1.jpgO cultivo de algodão no Vale do Piancó vem tendo uma ascensão em termos de aumento da área plantada, recebendo a adesão de novos agricultores, com a inclusão de novos municípios e, consequentemente, o aumento da produção. Na safra de 2018, na região, foram colhidas 24 toneladas de algodão em caroço, com a previsão para este ano de 36,7 toneladas. A gerente regional da Empaer em Itaporanga, Maria de Lourdes Pereira, lembrou que a metodologia do Projeto Algodão Paraíba é diferenciada, com os técnicos fazendo todos os procedimentos tecnicamente recomendados no acompanhamento e monitoramento da cultura.

BOA VENTURA.4.jpgO Dia de Campo é a conclusão de um período produtivo, sendo apresentado em quatro estações o ciclo de desenvolvimento da cultura, dando ênfase à metodologia adotada, mostrando a capacidade e eficiência de cultivar o algodão sem uso de agrotóxicos. Para a realização deste evento, formaram uma parceria com o Governo do Estado, por meio da Empaer, a Prefeitura Municipal de Boa Ventura, a Secretaria da Agricultura do município, e teve a participação também de agricultores de alguns municípios que já demonstram interesse em plantar algodão na próxima safra.

BOA VENTURA.jpgO Dia de Campo foi dividido em quatro estações: Apresentação, Sistema de Produção, Manejo agroecológico e Aspectos econômicos e troca de experiências, sendo conduzido pelos extensionistas da Empaer, Valdevino Pereira, Wendell Max, Ernani José e Sebastião Rodrigues. Eles fizeram demonstração para agricultores, convidados e autoridades presentes sobre os tratos culturais, desde o preparo do solo até a comercialização, explicando o ciclo de desenvolvimento, bem como a importância do Programa Algodão Paraíba, dando ênfase à metodologia adotada e a capacidade de se cultivar algodão sem uso de agrotóxico.

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional