Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Agricultores são treinados para uso de defensivos naturais na produção de alimentos

Notícias

Agricultores são treinados para uso de defensivos naturais na produção de alimentos

A produção de alimentos saudáveis está cada vez mais atraindo agricultores familiares paraibanos e, na semana passada, atendendo a uma solicitação, extensionistas rurais da Gerência Operacional da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), realizou curso sobre a produção de defensivos naturais e fabricação de mini biodigestor na Comunidade Torrões, município de Catingueira, próximo a Patos.

defensivos quixaba5.jpgOs treinamentos dos agricultores foram conduzidos pelo técnico Francisco Carvalho, com a participação de técnicos da Empaer do escritório de São José de Espinharas, tendo o acompanhamento do instrutor José Geraldo e do gerente regional da empresa em Patos, Francisco Acácio.

As pessoas estão cada vez mais conscientes para o consumo de alimentos saudáveis, e os mercados consumidores mais exigentes. “Nossos técnicos têm orientado e estimulado essa prática do uso de defensivos naturais junto aos agricultores porque reconhecemos sua importância para a produção de uma alimentação saudável”, comentou o presidente da Empaer, Nivaldo Magalhães.

Os defensivos naturais vêm sendo utilizados com sucesso no combate às pragas e doenças na agricultura orgânica, sendo produzidos com substâncias que não causam danos à saúde de trabalhadores rurais e consumidores, tais como: óleos e extratos de plantas, manipueira, cinza de madeira, esterco verde, urina e leite de vaca, dentre outras. Os defensivos naturais comumente mais utilizados são: extrato da castanha do caju, extratos de  folhas e sementes de Neem, principalmente o óleo, e os biofertilizantes. 

defensivos quixaba3.jpgO técnico Francisco Carvalho explicou que o biofertilizante pode ser produzido à base de esterco verde de vaca em lactação, farinha de rocha MB4, cinza de madeira e leguminosas, também funciona como fertilizante líquido, sendo rico em macro e micronutrientes, vitaminas e hormônios de crescimento.

O instrutor José Geraldo, ressaltou a viabilidade técnica, ambiental e econômica do uso de defensivos naturais na agricultura, considerando que a sua produção é obtida, na sua grande maioria, utilizando-se produtos originados de plantas e animais explorados na propriedade rural, livres de substâncias tóxicas e de baixo custo.

Na Comunidade Torrões, município de Catingueira, residem vinte produtores e recebem apoio da Secretaria de Agricultura do município, parceira da Empaer também nesta iniciativa.

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional