Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Entidade reconhece genética do gado Sindi da Paraíba como a melhor do País

Notícias

Entidade reconhece genética do gado Sindi da Paraíba como a melhor do País

A Paraíba tem a melhor genética do gado Sindi do Brasil. A observação é do presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Gado Sindi, Ronaldo Bichuette. Segundo ele o padrão do rebanho do estado atingiu um estágio de muita qualidade, contribuindo para a melhoria da qualidade da pecuária. A avaliação ocorreu durante visita ao plantel, na Estação de Alagoinha, nesta semana. Acompanhado dos pesquisadores, ele tomou conhecimento dos avanços das pesquisas desenvolvidas.

Em mensagem dirigida ao gerente da Estação, Rubens Fernandes da Costa, Ronaldo Bichuette revelou sua satisfação em conhecer os trabalhos de pesquisas de melhoramento genéticas desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio da antiga Emepa, hoje Empaer. “Quanto ao gado, já era esperado ver animais bem cuidados e de muita qualidade. Faz justiça em ser um rebanho melhorador da genética Sindi no Nordeste e em todo Brasil”, afirmou.

ALAGOINHA ABCZ (1).jpgTambém destacou a importância das pesquisas genéticas do gado Guzerá para a pecuária nacional. Na estação, ele também conheceu o trabalho Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, uma estratégia de diversificação de produção com sustentabilidade em propriedade rurais da região Nordeste, projeto realizado em uma parceria entre Governo do Estado, Universidade Federal, Embrapa e outros órgãos. “A pesquisa, o trabalho de seleção levou ao longo do tempo a pecuária nacional ao protagonismo reconhecido mundialmente. Aliado à pesquisa genética animal, pude constatar o importante trabalho de pesquisa da palma forrageira e de diversos capins para o Semiárido”, comentou.

ALAGOINHA ABCZ.2.jpgSegundo Ronaldo, os trabalhos de pesquisa de melhoramento genético desenvolvidos pela Empaer, iniciados pela Emepa, são necessários e fundamentais para o desenvolvimento da pecuária no Semiárido.

A Estação de Alagoinha, localizada no Brejo paraibano, é um centro de excelência na área de estudos das raças zebuínas leiteiras. Desde o ano de 1996, uma equipe de especialistas estuda a raça Sindi. O foco é a produção de leite, com os cruzamentos com as raças taurinas, principalmente a Jersy. A partir de 2014, a Embrapa, conjuntamente com a antiga Emepa e a Associação Brasileira dos Criadores de Sindi (ABCSindi), lançaram o teste ‘Testes de Progênie’, já sinalizando para resultados positivos. O pesquisador Rômulo Pontes de Freitas Albuquerque é o responsável pelos estudos com o rebanho Sindi.

Durante a visita, o dirigente da ABCSindi foi recebido pelos pesquisadores Paulo Leonardo Correia Guedes, responsável pelo rebanho Guzerá, e Ricardo de Miranda Henrique Leite, Rômulo Pontes Freitas de Albuquerque, responsável elo rebanho Sindi e por Rubens Fernandes da Costa, gerente da Estação Experimental de Alagoinha.

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional