Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes de Agronegócio conhecem projeto da Empaer com foco na preservação

Notícias

Estudantes de Agronegócio conhecem projeto da Empaer com foco na preservação

Um grupo de 25 estudantes do curso de Agronegócio, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural na Paraíba (Senar-PB), conheceu o Projeto de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), desenvolvido na Estação Experimental da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), no município de Alagoinha. O projeto está em fase de transferência para os agricultores que têm interesse em implantar modelos avançados de preservação, com integração ao meio ambiente, proporcionando ganhos financeiros e maior produtividade.

Os estudantes são dos núcleos de João Pessoa, Campina Grande e Alagoa Grande. Eles foram recepcionados pelo técnico da Empaer Valdemir Ribeiro e conheceram todos os detalhes de funcionamento do Projeto. Valdemir é um dos responsáveis pela condução do Projeto de Lavoura-Pecuária-Floresta, que tem ainda o acompanhamento do gerente da Estação, Rubens Fernandes da Costa, que destacou: “Nesta fase conclusiva, é importante que todos tomem conhecimento do valor que tem este projeto, como estratégia de diversificação da produção, com sustentabilidade em propriedades rurais da Região Nordeste e, mais especificamente na Paraíba, onde contamos com todos os trabalhos de pesquisa”, lembrando que a cada semestre o Senar, a exemplo de universidades, leva trabalhadores e estudantes para conhecer o ILPF na estação de Alagoinha.

O gerente da Estação Experimental de Alagoinha destacou, ainda, que a partir de agora os produtores rurais irão colher os benefícios do ILPF. “O estágio em que se encontra o projeto é a oportunidade para o produtor levar para sua propriedade. Já testamos com as culturas, na pecuária e no reflorestamento, portanto, agora temos condições de dar conhecimentos técnicos às propriedades, não importando o seu tamanho”, acrescentou Rubens Fernandes.

ILPF - As tecnologias e práticas com foco no sistema de Integração Lavoura, Pecuária e Floresta consistem na recuperação e fixação de nutrientes no solo, a implantação de pastagens adequadas ao semiárido e plantio de variedades como moringa, sabiá e gliricidias, planta que apresenta um alto teor de proteína, proporcionando aos animais ganho de peso. Esse sistema de plantio contribui para a criação de áreas de sombra e minimização do efeito do Baixo Carbono (ABC), e que na Paraíba, são desenvolvidas com plantio direto e agroflorestas.

As ações em ILPF no Brejo Paraibano tiveram início em julho de 2015, com apoio da rede de fomento, em uma parceria público-privada. Estas ações são alinhadas e complementares ao Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono do Estado da Paraíba, lançado em novembro de 2015.

O ILPF é um projeto desenvolvido pelo Governo do Estado da Paraíba, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap); Embrapa Agroindústria Tropical, Universidade Federal da Paraíba, Instituto Agrônomo de Pernambuco e Universidade Federal Rural de Pernambuco.

 

 

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional