Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Produtores rurais de Frei Martinho participam de capacitação sobre apicultura

Notícias

Produtores rurais de Frei Martinho participam de capacitação sobre apicultura

frei.jpegCom o objetivo de apoiar, capacitar, incentivar e agregar renda às famílias de agricultores familiares e jovens rurais que desejam se tornar apicultores, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido e a Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Sedap, com parceria da Prefeitura de Frei Martinho, executa o projeto de fortalecimento da cadeia produtiva da apicultura no Seridó.

Região com forte potencial para a apicultura, os trabalhos visam consolidar a atividade, por isso foi oferecida a capacitação para apicultores do município.

O curso que tem duração de dois meses, foi distribuído em aulas on-line, teóricas e práticas, dividido em grupos, atendendo às normas sanitárias estabelecidas nos decretos estadual e municipal. São 16 horas de aulas que já começaram e prosseguem neste mês de outubro. 

Para que os produtores rurais tomem conhecimento do manejo de apicultura, são utilizados apiários em funcionamento para práticas e, em seguida, conhecem o beneficiamento da produção, o que vai trazer mais conhecimentos, qualidade na produção de mel, com isso gerando renda para todos. As aulas são ministradas pelo extensionista Domilson de Oliveira dos Santos, da Empaer, e têm o acompanhamento do gerente regional da Empaer em Picuí, Fernando Guedes.

Em Frei Martinho, são 21 apicultores, sendo que11 deles já trabalham com apiários, e agora mais 10 produtores rurais se preparam para ampliar a atividade. São três toneladas de mel comercializadas todos os anos.

Grande parte da produção do mel vai para o mercado de Natal, Caicó e Currais Novos, no Rio Grande do Norte e também é consumido em Frei Martinho e Picuí, na Paraíba. “A região é muito propicia à atividade apícola devido à fruticultura de sequeiro e as encostas de pé de serra, o relevo da região com boa vegetação”, afirmou o extensionista Domilson de Oliveira, que presta assistência aos agricultores familiares.

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional