Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Servidores da Empaer usam talentos para pintura e outras atividades culturais

Notícias

Servidores da Empaer usam talentos para pintura e outras atividades culturais

Aliando as atividades de extensão rural, acompanhamento de agricultores em diferentes aspectos da demanda da agricultura familiar e as ações administrativas, servidores da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), ainda encontram tempo para exercitar seus dotes culturais. Alguns produzem poesia, textos técnicos ou de prosa, outros pintam quadros ou pesquisam a história do povo.

pintura graça3.jpgUm exemplo vem da gerência da Empaer em Solânea, onde a assistente administrativa e artista plástica Graça Jerônimo tem produzido quadros que abordam paisagens da vida do campo, retratando o cotidiano de famílias agricultoras. Um trabalho que ela começou a fazer com maior vigor nos últimos anos, mas desde a adolescência já revelava certa admiração pela pintura.

Graça revela que surgiu na infância sua afeição pela pintura, descobrindo que tinha facilidade para desenhar. Mas foi observando seu irmão a desenhar e pintar que abriu esse desejo de também retratar as paisagens da vida. “Comecei a observar, e daí surgiu o interesse tanto pelo desenho como pela pintura”, explicou.

pintura graça2.jpgEla conta que iniciou a pintar com lápis de cor, tinta guache, pintura em tecido e depois fez cursos intensivos para melhor conhecer os segredos da pintura a óleo. Daí então começou a pintar em telas.

Sobre a técnica utilizada, ela disse que prefere a pintura com tinta a óleo e acrílica, mas seu trabalho vai do abstrato ao realismo, com uso de pinceis e ou espátulas.

pintura graça.jpgNas suas telas é bastante comum a presença do paisagismo, florais, natureza morta, abstratos e figuras de animais e humana. “Ainda pretendo me aperfeiçoar mais, no desenho da face humana”, reconhece isso como meta para alcançar novas dimensões para sua pintura.

No final do ano passado, também teve uma de suas telas escolhidas para a capa do livro de “Extensão Rural: Experiências, Pesquisas e Sindicalismo”, organizado pelos extensionistas Gustavo José Barbosa e Ailton Francisco dos Santos na qual retratou uma cena no campo que lembra muito seu pai vindo roçado, imagens que trazia guardadas na memória desde o tempo de quando era criança. Sobre o tema escolhido para esta tela, a paisagem, na verdade é um tema que retrata o figurativo, como formas humanas, elementos da natureza e objetos criados pelo homem.

“Pintar essa tela foi um desafio, pois em uma oficina sobre pintura que participamos no Sebrae, a proposta era usar cores primárias e a partir dessas, criar novas tonalidades para colorir a tela. Ficou um trabalho harmonioso”, comentou.

pintura graça6.jpgEla está se preparando para sua primeira exposição, ainda por definir se individual ou coletiva. Revela ser uma oportunidade para que as pessoas possam melhor observar seu trabalho, tanto os leigos como os críticos conhecedores do assunto. “Mas penso sim numa exposição, para isso tenho que ter um número mínimo de telas abordando mesmo tema e que todas sejam originais”, disse.

Mesmo em face das atividades que demanda tempo na gerência da Empaer, empresa vinculada à Sedap, onde trabalha, Graça encontra tempo para pintar, seja por encomenda ou para seu acervo particular.

 

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional