Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Técnicos da região de Itabaiana são orientados a atender avicultores

Notícias

Técnicos da região de Itabaiana são orientados a atender avicultores

Atividade com potencial a ser explorado na Paraíba, sobretudo pelos agricultores familiares, a avicultura alternativa se consolida na região de Itabaiana. Atualmente, já existem centenas de criadores e as portas estão se abrindo para novos produtores. Na cidade, pelo menos 60 avicultores trabalham com essa atividade nas feiras livres.

49488259-7beb-4203-aa24-a7d23449b49f.jpgPara possibilitar que os novos e antigos avicultores possam desenvolver suas atividades dentro das normas e exigências sanitárias, e também tenham acesso mais rápido às linhas de crédito oferecidas pelos agentes financeiros, o Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, reuniu todo corpo técnico que atua nos escritórios da empresa na região de Itabaiana, com a finalidade de debater a sua extensão.

Foi realizado, durante dois dias, o curso sobre Avicultura Caipira de Corte, seguindo de discussões sobre as demandas dos Projetos Dom Helder Câmara, Brasil Sem Miséria, além de projetos financiados pelo Banco do Nordeste e Banco do Brasil, como também os direcionamentos da assistência técnica e extensão rural desenvolvida pelo poder público na Paraíba. O curso teve como facilitadores os especialistas em avicultura da Empaer, Vicente de Assis Ferreira e Hermano Araújo.

6c42b874-f6c7-484d-a6bf-85143fc5252d.jpgO gerente regional da Empaer em Itabaiana, Paulo Emílio de Souza, lembrou que este curso foi necessário tendo em vista o crescimento da avicultura de corte na região. Na abertura do curso, o coordenador de Operações e Planejamento da Empaer, Cristiano Campello, destacou a importância da capacitação e reciclagem dos nossos técnicos, e a determinação da direção da empresa para que seja oferecida uma assistência e extensão rural continuada.

Assim como em outras regiões, em Itabaiana os agricultores familiares têm demonstrado interesse e entusiasmo pela avicultura caipira, por entenderem ser uma nova fonte de renda em suas comunidades rurais com um potencial de mercado promissor.

Assis.jpgParticiparam do curso, técnicos de oito municípios da região de Itabaiana, sendo do Vale do Paraíba e Mata Sul. É no município de Gurinhém que está concentrado o maior número de pequenos avicultores, reunidos em uma associação. Ao todo, são 16 agricultores familiares. “Também é forte a atividade em Salgado de São Félix, Mogeiro, Ingá, São José dos Ramos e Pedras de Fogo”, explicou Paulo Emílio.

A exploração da avicultura tem se constituído em uma oportunidade para a geração de renda para os agricultores familiares. Esses, com poucos recursos, podem iniciar a atividade, melhorar a renda mensal e consequentemente a qualidade de vida. Já é comercializada a produção por meio de cooperativas. “Estamos também assessorando uma produção de ovos caipiras no município de Pilar, com duas mil aves, e com a implantação da casa de ovos certificado”, comentou.

Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional